quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Empurrando a Vaquinha

A Vaquinha

Um Mestre da sabedoria passeava por uma floresta com seu fiel discípulo, quando avistou, ao longe, um sítio de aparência pobre, e resolveu fazer uma breve visita.
Durante o percurso ele falou ao aprendiz sobre a importância das visitas, e as oportunidades de aprendizado que temos também, com as pessoas que mal conhecemos.
Chegando ao sítio, constatou a pobreza do lugar: sem calçamento, casa de madeira tosca, os moradores, um casal e três filhos, vestidos com roupas rasgadas e sujas. Então se aproximou do pai de família e perguntou:
- Neste lugar não há sinais de pontos de comércio e de trabalho. Como o senhor e a sua família sobrevivem aqui?
O pai, calmamente, respondeu:
- Meu amigo, nós temos uma vaquinha que nos dá vários litros de leite todos os dias. Uma parte desse produto nós vendemos ou trocamos na cidade vizinha, por mantimentos, e a outra parte nós produzimos queijo e coalhada, para nosso consumo, e assim vamos sobrevivendo.
O sábio agradeceu a informação, contemplou o lugar por uns momentos, depois se despediu e foi embora. No meio do caminho, conversou com seu fiel discípulo e ordenou:
- Aprendiz, pegue a vaquinha, leve-a ao precipício, ali na frente, e a empurre, jogue-a lá embaixo.
O jovem arregalou os olhos, espantado, e questionou o mestre sobre o fato da vaquinha ser o único meio de sobrevivência daquela família, mas diante do absoluto silêncio do seu mestre, foi cumprir a ordem. Empurrou a vaquinha morro abaixo, e a viu morrer. Aquela cena ficou marcada na memória daquele jovem durante alguns anos, e um dia ele resolveu voltar àquele lugar, e contar tudo àquela família. Pediria perdão e os ajudaria, de alguma forma.
Quando se aproximava do local avistou um sítio muito bonito, com árvores floridas, todo murado, com carro na garagem e algumas crianças brincando no jardim. Ficou triste e desesperado imaginando que aquela humilde família tivera que vender o sítio para sobreviver. Apertou o passo, e ao chegar, foi recebido por um caseiro muito simpático. Ele perguntou sobre a família que ali morava há uns oito anos, e o caseiro respondeu:
- Continuam morando aqui.
Espantado, ele entrou na casa. E viu que era mesmo a família que visitara antes, com o mestre. Elogiou o local e perguntou ao dono da vaquinha:
- Como o senhor melhorou este sítio e está muito bem de vida?
O pai, entusiasmado, respondeu:
- Nós tínhamos uma vaquinha que caiu no precipício e morreu. Daí em diante tivemos que fazer outras coisas, e desenvolver habilidades que nem sabíamos que tínhamos, assim alcançamos o sucesso que seus olhos vislumbram agora.
Ponto de reflexão:
Todos nós temos uma vaquinha que nos dá alguma coisa básica para sobrevivência e uma convivência com a rotina. Descubra qual é a sua.
- Tome coragem e empurre sua "Vaquinha" morro abaixo!
- Vá atrás de novas Habilidades!

Quando Deus manda esperar




"Espera tu pelo Senhor; anima-te, e fortalece o teu coração; espera, pois, pelo Senhor." (Salmo 27:14)

Se há uma atitude adequada ao pedir há também uma atitude adequada após o pedido. Muitas vezes pedimos a Deus algo que podemos fazer algo que está dentro do nosso alcance. Neste caso, além de pedir as bênçãos de Deus, devemos nos esforçar para alcançar aquilo que necessitamos e desejamos. Mas há ocasiões em que tudo o que poderia ser feito pelo homem já foi feito e só mesmo Deus é que poderia entrar em cena e resolver a questão. A recomendação do verso de hoje é para situações como esta. A Palavra de Deus nos orienta a esperar pelo Senhor com ânimo e fé. Após pedirmos algo que está fora do nosso alcance devemos descansar no Senhor e esperar por Seu auxílio no tempo certo e da forma certa. Infelizmente há muitos cristãos que não gostam de esperar. O ser humano por natureza não gosta de esperar. Quanto tempo você é capaz de ficar parado sem buzinar atrás de um carro cujo motorista não percebeu que o semáforo abriu? Há muitos que em sua experiência espiritual mal acabam de pedir a Deus e já estão com a mão na buzina: "Vamos Deus! Aja logo! Já pedi..." Meu convite é para que procuremos descansar no Senhor e esperar com fé o seu livramento. Após pedir vamos descansar no Senhor. Vamos até Ele?! "Amado Deus. Como sou impaciente! Como sou precipitado! Quero tudo para ontem. Senhor mude meu coração, mude o meu espírito. Faça de mim uma pessoa paciente, uma pessoa de fé. Ajuda-me a esperar com fé o Seu tempo, o tempo certo. Dá-me a calma e a perseverança. Em nome de Jesus eu lhe peço. Amém". Pronto... já me sinto bem melhor, e você?

quarta-feira, 29 de setembro de 2010





A vida é curta, perdoe rapidamente,  
ame verdadeiramente,  ria descontrolavelmente, 
e nunca pare de sorrir, 
por mais estranho que seja o motivo. 
E lembre-se que não há prazer sem riscos.
A vida pode não ser a festa que esperávamos, 
mas uma vez que estamos aqui, 
temos que comemorar!!! 
Aprecie... 

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

O Meu Deus e Forte

video
Atos 5: 29 - Porém, respondendo Pedro e os apóstolos, disseram: Mais importa obedecer a Deus do que aos homens.


Essa Palavra é clara é melhor obedecer as escrituras. Mas por que é melhor?

Obedecendo a Palavra de Deus, além de honrarmos a Ele, nos destacamos do mundo, somos diferentes e passamos a ter características  palavra é clara, é melhor obedecer as de Cristo, nos tornamos menos orgulhosos, menos ansiosos, mais manso, mais tolerante, mais sábio, esperançoso, determinado e cheio do Espírito Santo de Deus. Assim nossa vida é transformada e passamos a adquirir novos valores, já não nos importando com os antigos.
Aquele que se diz obediente a Palavra, mas não a pratica, comete iniqüidade e o pior de tudo, é hipócrita. Infelizmente a maioria do povo que se diz de Deus, são hipócritas e acreditam que irão morar com Ele. Amado, se você é um desse, desperte enquanto a tempo, Deus procura os VERDADEIROS adoradores.

Orações, jejuns e tantos outros sacrifícios não têm valor se Deus não controlar o seu eu, sua vida, seus objetivos e seus sonhos. Aprenda a negar-se.

Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto (Is 55:6)

Porque muitos serão chamados, mas poucos escolhidos (Mt 22:14)

Queremos orar por voce
mande seu pedido de oração
pastorwilsonleal@hotmail.com

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Jesus a Luz do Mundo

De novo, lhes falava Jesus, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me 
segue não andará nas trevas;pelo contrário, terá a luz da vida." João 8:12.


Que maravilhosa promessa revela este versículo !!! 
Não andar emtrevas significa poder enxergar,
ver o que as pessoas que não seguem a Jesus
não conseguem ver. 
Isso se torna um diferencial competitivo em nossas 
vidas profissionais, em nossos relacionamentos pessoais,e assim 
conseguimos melhores resultados pois tudo fica mais claro,é possível 
entender as tribulações e crescer em meio as adversidades, é possível 
compreender as pessoas que nos maltratam,enfim ter a luz da vida é ter 
Jesus, pois Ele é a luz do mundo. Pai,obrigado por permitir enxergar e 
entender coisas que antes eu nem sequer sabia que existiam. 
Realmente tenho visto a diferença que Jesus têm feito na minha vida.                                                           Continua revelando tudo aquilo que está em oculto, 
e mostrando qual o caminho q eu devo seguir. 
Ajuda-me nas minhas decisões trazendo luz, para escolher 
aquilo que for da Sua vontade.





quinta-feira, 23 de setembro de 2010

EBQ

Realizamos nessa quarta feira 22-09-2010 mais uma EBQ
Estudos Biblicos as Quartas feiras.
O Tema dessa semana foi, Como ter uma vida espiritual bem sucedida
Baseado no livro de Josué capitúlo 1, verso 8, que diz, Não se aparte da tua boca
o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer
conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho,
e serás bem sucedido.

Para se ter uma vida espiritual bem sucedida é necessario que se entenda alguns principios
os quais farão com que todo servo de Deus tenha vitórias, diarias.
O crente em Cristo Jesus tem que lutar diariamente contra tres adversarios mortais.
O diabo, a carne e o mundo.
Paulo recomenda que cada crente tenha cuidado de si mesmo e da sã doutrina, que cada um veja
prudentemente como andar e ser sabio e não néscio.
Portanto para se ter uma vida espiritual bem sucedida, primeiro o servo de Deus, deve cuidar
de si mesmo e da sã doutrina.
Segundo deve conhecer os seus adversários, ninguem luta, ou combate o que não se conhece.
O primeiro passo é notar que esses adversários são espirituais e não carnais, quem luta contra
carne não vence esses inimigos pois eles não são carnais são espirituais.
Para vencer o diabo o segredo é permanecer na palavra
Para vencer o mundo o segredo é permanecer em Jesus
Para vencer a carne o segredo é pernacer no Espírito

Conhecendo esses tres adversáriso, o seu sucesso na vida espiritual estará garantido
e serás bem sucedido por onde quer que passares.
Estudo elaborado por
Pastor Wilson Leal
Assembly of God in Japan

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

No Mar da Vida



No Mar da Vida
“E respondeu-lhe Pedro e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas” (Mateus 14.28)

Pedro não está testando Jesus; está lhe suplicando. Pisar num mar tempestuoso não é um ato de lógica; é um ato de desespero. Pedro agarrou a borda do barco. Passou uma perna por cima... Depois a outra. Vários passos foram dados. Era como se houvesse um caminho rochoso sob os seus pés. No final dessa trilha, está à face entusiasmada de um amigo que nunca diz “morra”. Fizemos o mesmo, não fizemos? Viemos a Cristo numa hora de grande necessidade. Abandonamos o barco das boas obras. Compreendemos que esforços humanos não nos salvarão. Então olhamos para Deus em desespero. Compreendemos que todas as boas obras do mundo são fracas quando postas diante do Perfeito.

Danilo SaSo
"...Se as águas do mar da vida quiserem te afogar, segura na Mão de Deus e vai...”

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Um "Fui Despedido" Que Alegra O Coração
"... esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando
para as que estão adiante" (Filipenses 3:13).


Somerset Maugham, escritor inglês, escreveu certa vez uma
história sobre um porteiro da Igreja de São Pedro, em
Londres. Um dia um jovem vigário descobriu que o porteiro
era analfabeto e o despediu. Desempregado, o homem investiu
suas escassas economias em uma minúscula loja. Ele
prosperou, comprou outras e, depois de certo tempo, possuía
uma cadeia de lojas que valia alguns milhões de dólares. Um
dia, seu banqueiro lhe disse: "É verdade que você alcançou
sucesso sendo analfabeto, mas, onde estaria hoje se soubesse
ler e escrever?" O homem sorriu e, calmamente, respondeu:
"Eu seria um porteiro."


Essa pequena história, relatada em nossa ilustração, é muito
conhecida de todos, contada com muitas variações, e eu quero
refletir de um novo ponto de vista: que seríamos hoje se não
tivéssemos aberto o coração para Jesus?


Um dia estávamos conformados com aquilo que o mundo nos
oferece. Festas, bebidas, vícios em geral, às vezes sucesso
aqui e fracasso ali, às vezes uma alegria passageira e
outras vezes angústias e decepções. Era essa a nossa vida e
achávamos que era assim com todo o mundo e não seria
diferente conosco.


Mas algo aconteceu! O Senhor apareceu e nos "despediu"
daquele mundo enganoso. Alguns diziam que a nova vida seria
entediante -- não pode isso, não pode aquilo, e os prazeres
cessariam. Não estaríamos mais livres para fazer o que
queríamos.


É claro que logo descobrimos que isso não era verdade.
Passamos, sim, a ser livres! Livres para viver
abundantemente, livres para cantar e sorrir, não de forma
passageira, mas duradora, eterna. Encontramos a verdadeira
paz e a verdadeira felicidade.


E hoje, mesmo que não nos perguntem, respondemos
interiormente, com grande gozo na alma: Que maravilha foi,
para mim, ter sido despedido daquele passado insignificante.
Foi a maior bênção de minha vida. Como sou feliz





Paulo Barbosa

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Japoneses querem que imigrantes falem o Japones

Japoneses querem que imigrantes falem o idioma japonês

Pesquisa mostra ainda que a população quer que os estrangeiros tenham qualificação para o trabalho

Japoneses querem que imigrantes falem o idioma japonês
O escritório do Gabinete do primeiro-ministro divulgou uma pequisa feita em julho na qual os japoneses consideram importante que os imigrantes radicados no Japão falem o idioma japonês, conheçam a cultura e os costumes do povo e que tenham alguma qualificação técnica para o trabalho.
A pesquisa ouviu 1.913 japoneses e é a quarta realizada desde que o Japão modificou a Lei de Imigração, em 1990. A última pequisa aconteceu em 2004 e foi solicitada pelo ministério da Economia, Comércio e Indústria.
Na pesquisa atual, 94% dos japoneses consideram importante que os imigrantes tenham capacidade de falar o idioma japonês, 86% acreditam que é importante que os imigrantes conheçam a cultura japonesa, 89% acham imprescindível que os costumes japoneses também sejam entendidos pelos imigrantes e 74% consideram vital que essa população tenha alguma capacidade técnica.
Como nas vezes anteriores, a pesquisa perguntou "Você sente ou sabe que há um aumento de estrangeiros no Japão?". Dessa vez, 85% dos entrevistados responderam "sim". Em 2004, o total de pessoas que deram a mesma resposta foi de 51%, em 2000, 54%, e em 1990, 50%.

fonte ipcdigital japan

domingo, 19 de setembro de 2010

Voce esta com cara de xicara



“Nós somos o barro, e Tu, o nosso oleiro.” (Isaías 64:8)

Imagine uma bela xícara de porcelana dizendo: “Eu não fui sempre assim. Houve um tempo em que eu era apenas um monte de barro frio, duro e sem cor. Um dia, o oleiro me pegou e disse, Eu poderia fazer algo com isto. Então ele começou a me apertar e a mudar a minha forma. Eu disse, O que você está fazendo? Isto dói. Pare! Mas ele disse, Ainda não. Então me colocou em uma roda e começou a me girar, e girar até que gritei, Solte-me. Ele respondeu, Ainda não. Então ele me moldou na forma de uma xícara e colocou-me em um forno quente. Gritei, Tire-me daqui. Estou sufocando. Mas ele olhou para mim e disse, Ainda não. Quando me tirou dali, pensei que seu trabalho estivesse terminado, mas, então, ele começou a me pintar. Não pude acreditar quando vi o que fez em seguida. Colocou-me de volta no forno, e eu disse, Não consigo suportar isto, por favor, deixe-me sair! Mas ele disse, Ainda não. Finalmente, ele me tirou do forno e colocou-me em uma estante, onde achei que havia se esquecido de mim. Então, um dia, ele tirou-me da estante e segurou-me diante de um espelho. Não pude acreditar no que vi. Eu havia me tornado uma bela xícara que todos desejam ter.” Há coisas que você não entende acontecendo em sua vida hoje. Quando finalmente chegar ao lugar onde Deus quer que você esteja, entenderá que Ele tem transformado você em um vaso que Ele possa abençoar e usar para abençoar outros. Então, permita que Deus o molde!

Danilo SaSo
"...Quando Deus começa a nos moldar à Sua Imagem, Ele usa com frequência o calor e a pressão de nossa vida diária, a fim de nos transformar em belos instrumentos para o Seu uso...”

sábado, 18 de setembro de 2010

O Pecado da mentira

   O PECADO DA MENTIRA 


Ao final do culto, o pastor anunciou que no culto seguinte falaria sobre o pecado da mentira.
--- Peço que todos leiam o capítulo 17 do Evangelho de São Marcos, disse ele.
No início do culto seguinte ele fala: 
--- Aqueles que NÃO LERAM o capítulo programado queiram se levantar! 
Uma parte se levantou.
--- Agora, peço que se levantem os que leram o capítulo 17 do Evangélho de São Marcos. 
Metade da congregação se levantou. 
O pastor então arrematou: 
--- Muito bem, agora estamos prontos para falar sobre o pecado da mentira, pois o Evangelho de São Marcos possui apenas 16 capítulos!
Quantas pessoas querem demonstrar ética, honestidade e santidade em público para serem vistas e admiradas, mas são desastrosas no caráter e na sua conduta.
Muitos praticam a mentira e a encaram como normalidade em sua rotina.
Não medem as conseqüências que o mau testemunho pode provocar no meio em que vivem.
No lar, no trabalho, na igreja ou em qualquer lugar, sejamos autênticos cristãos!
Que Deus nos ajude!


Enviado por Antonio Carlos Moreira

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

O Casulo

“Quando a sua perseverança estiver plenamente desenvolvida, você terá um caráter forte e estará pronto para qualquer coisa.” (Tiago 1:4)

Certo dia, um homem encontrou o casulo de uma grande mariposa e levou-o para casa para poder observá-la sair. Gradualmente foi aparecendo uma pequena abertura, e ele observava enquanto a mariposa lutava para forçar o corpo pela passagem. Isto durou horas. Então, de repente, ela parou de fazer progresso; parecia ter chegado ao seu limite. Pensando poder ajudar, o homem pegou um par de tesouras e alargou a abertura, e a mariposa saiu facilmente. Mas quando ela fez isso, ele percebeu que seu corpo estava inchado e suas asas enrugadas, e ela não podia voar. Naquele instante, de repente, ele entendeu que era aquela luta que fazia com que o corpo da mariposa crescesse e suas asas se desenvolvessem. A liberdade e o vôo só poderiam vir – depois da luta! É assim que funciona! Você está tendo lutas hoje? Está se perguntando “Por que estou passando por isto?” Ouça: “Permitam que a perseverança, a regularidade e a paciência [observe estas três qualidades com atenção] tenham ação completa e façam um trabalho abrangente, para que vocês possam ser... plenamente desenvolvidos”. Deus está mais interessado no seu caráter do que no seu conforto. Superar obstáculos é o que desenvolverá a fé que você precisa para cumprir o propósito que Deus lhe deu. 

DaniloSaso

Nota de Falecimento

                                                           Pr Luis Fernando R. de Souza

Faleceu, na Igreja dos negligentes e frios na fé, dona "Reunião de Oração", que já estava enferma desde os primeiros séculos da era cristã.

Foi proprietária de grandes avivamentos bíblicos e de grande poder e influência no passado.

Os médicos constataram que sua doença foi motivada pela "frieza de coração", devido a falta de circulação do "sangue da fé". Constataram ainda: "dureza de joelhos" - não dobravam mais - "fraqueza de ânimo" e muita falta de boa vontade.

Foi medicada, mas erroneamente, pois lhe deram grande dose de "administração de empresa", mudando-lhe o regime; o xarope de reuniões sociais" sufocou-a; deram-lhe "injeções de competições esportivas", o que provocou má circulação nas amizades, trazendo ainda os males da carne: rivalidades, ciúmes, principalmente entre os jovens.

Administraram-lhe muitos "acampamentos", e comprimidos de "clube de campo".

Até cápsulas de "gincana" lhe deram pra tomar!

RESULTADO: Morreu Dona "Reunião de Oração"!

A autópsia revelou: falta de alimentação, como "pão da vida", carência de "água viva", e ausência de vida espiritual.

Em sua memória, a Igreja dos negligentes, situada na Rua do Mundanismo, número 666, estará fechada nos cultos de 3as e 5as Feiras; aos domingos, haverá Culto ou escola dominical, só pela manhã, assim mesmo quando não houver dias feriados, emendando o lazer de Sexta a Segunda e vigília nem pensar.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

EBQ

Nesta Quarta tivemos nosso EBQ, Estudos Biblicos as Quartas Feiras, e o tema foi, Uma vida crista equilibrada, os cinco pilares que sustentam uma vida crista Equilibrada, Equilibrio psicologico, Equilibrio emocional, Equilibrio Fisico. Equilibrio Material e       Equilibrio Espiritual.
Estudo Elaborado por Pr Wilson Leal
Assembly of God in Japan

Correndo com perseveranca

                                                                                  Corra!
 
“Desembaracemo-nos de tudo o que nos atrapalha, e… corramos com perseverança.” (Hebreus 12:1)


A Bíblia diz: “Não sabeis que entre todos os que correm no estádio, na verdade, somente um recebe o grande prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis” (1 Co 9:24). Na vida, só se corre uma vez, portanto, corra para vencer. Para evitar tropeços, não olhe para trás. Você não pode mudar o passado, mas graças a Deus você pode aprender com ele e deixá-lo para trás. Não fique ansioso com a próxima volta, concentre-se apenas no próximo passo. Se você falhar nele, poderá cair e nunca mais se levantar. Antes que você se dê conta, terá mais voltas atrás de você do que à sua frente, portanto, faça com que cada volta valha a pena. “Desembaracemo-nos de tudo o que nos atrapalha, e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos está proposta”. Muitos de nós estamos carregando o peso e a preocupação de fardos que  pessoas mais velhas e mais sábias já entenderam que não tem muita importância. Gastamos nossas forças tentando apagar incêndios que, se forem deixados quietos, se apagarão por si só. Livre-se da bagagem dos velhos relacionamentos, dos temores infundados, e das dívidas falsas para com aqueles que querem manipulá-lo. Na vida, já existem lutas dolorosas demais; porque passar por aquelas que você pode deixar de lado? Quando o cego Bartimeu ouviu falar que Jesus estava próximo, ele lançou fora sua capa para que ela não o atrapalhasse, e correu na direção Dele. E a sua fé deu resultado. “... No mesmo instante o homem recuperou a visão e passou a seguir Jesus…” (Marcos 10:52). Hoje, coloque de lado  o que o atrapalha e corra!
Danilo SaSo
"...A corrida não é sempre para o mais rápido ... mas para aquele que continua correndo..."

terça-feira, 14 de setembro de 2010

O aplauso de Deus

O Aplauso do Céu


"Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito, pois vou preparar-vos lugar. E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que, onde eu estiver, estejais vós também." (João 14:1-3)
Em breve você estará em casa. Talvez ainda não tenha notado, mas está cada vez mais perto de casa. Cada momento é um passo dado. Cada respiração é uma página virada. Cada dia é um quilômetro percorrido, uma montanha escalada. Você está mais perto de casa do que imagina. Antes que você perceba, seu dia marcado chegará; você descerá a rampa e entrará na Cidade. Verá rostos familiares aguardando por você. Ouvirá seu nome ser proferido por aqueles que o amam. E, talvez, digo talvez - no fundo, atrás da multidão -
Aquele que preferiu morrer a viver sem você retirará as mãos feridas de dentro de seu manto celestial e...
aplaudirá.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Seu machado esta afiado

     “Tempo Para ‘Afiar Seu Machado
                      Por Robert J. Tamasy



Em seu livro “The 7 Habits of Highly Effective People” (Os 7 Hábitos das Pessoas Muito Eficientes), Stephen Covey denomina o sétimo hábito de “Afiar o machado”.  Essencialmente, isto significa fazer uma pausa nos esforços produtivos para dar a si mesmo a oportunidade de experimentar uma renovação pessoal em uma ou mais das quatro dimensões básicas da vida:  física, mental, sócio-emocional e espiritual. 
Para exemplificar este princípio, Covey fala sobre um homem que passeia numa floresta, quando ouve o barulho de um machado.  Ao investigar o som, o amante da natureza vê um homem suando profusamente enquanto tenta derrubar uma grande árvore. 
“O que você está fazendo?”, ele pergunta.   “Estou cortando esta árvore, não está vendo?”, é a resposta. 
“O que quero dizer é que parece que você tem trabalhado duro.  Há quanto tempo está fazendo isso?” 
“Há duas horas”.
“Por que você não para um pouco e afia o machado?  Isso tornará tudo mais rápido e fácil.” 
“Não tenho tempo para isso.  Tenho que cortar esta árvore!” 
A Bíblia, no Antigo Testamento, usa esta mesma analogia para mostrar como podemos nos tornar mais efetivos:   “Já que um machado cego vai exigir mais força, afie sua lâmina.”  (Eclesiastes 10:10 – Tradução livre). 

Existem muitas maneiras de “afiar a lâmina”: obter treinamento adicional;  voltar à escola e adquirir mais conhecimento sobre a profissão;  ler livros úteis.   Um comentário afirma:  “Tentar fazer alguma coisa sem ter a habilidade ou as ferramentas necessárias, é como golpear a madeira com um machado sem corte.  Se lhe faltam ferramentas ou habilidade para realizar o trabalho, afie-as através de treinamento e prática.” 
Um método para “afiar” é particularmente benéfico, mas nós relutamos em implementá-lo:  o descanso.     “Não tenho tempo”, dizemos para nós mesmos – e para os outros, quando nos perguntam.   “Tenho tanta coisa para fazer!  Descansarei depois que terminar.”  
Contudo, como já foi dito, “quanto mais me apresso, mais me atraso!”   Ás vezes, trabalhar mais duro e mais rápido, quando estamos esgotados física, mental, emocional ou espiritualmente, na verdade, só  diminui o resultado de nossos esforços.   Descansar – por um curto período, tirar uma soneca, um dia de folga, ou mesmo férias – restaura a energia, renova o espírito e reaviva o otimismo. 
Algumas pessoas acreditam que o Deus da Bíblia exige contínua atividade.  As Escrituras, porém,  ensinam muito sobre a importância do descanso.  Falando da criação ela afirma:  “No sétimo dia Deus já havia concluído a obra que realizara, e nesse dia descansou.” (Gênesis 2:2). 
“Pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles existe, mas no sétimo dia descansou...”  (Êxodo 20:11). 
Um dos dez mandamentos é:  “Lembra-te do dia de sábado, para santificá-lo.”  (Êxodo 20:8).  Isso, porém, não foi estabelecido como uma restrição, porque mais tarde Jesus declarou:  “...O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.”  (Marcos 2:27).  Para Deus, o descanso não é apenas algo bom, mas também é necessário para uma vida frutífera e produtiva. 
Nos relatos dos tempos de Jesus sobre a terra, nós O vemos – apesar das urgentes demandas-
afastar-Se da multidão para  “afiar o machado”.  I Pedro 2:21 nos diz:  “...Cristo sofreu no lugar de vocês, deixando-lhes exemplo para que sigam os Seus passos.”   É razoável concluirmos que assegurarmo-nos de obter descanso suficiente é uma maneira de “seguir os Seus passos”. 
Seu machado está afiado?
"Disse Jesus: Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo."




Olá,



O mundo tem sofrido transformações radicais e rápidas.

Numa velocidade assustadora, a ciência tem se multiplicado, o mundo tem se transformado.



Deus está nos dizendo que é necessária uma mudança na nossa mente. Infelizmente, por mais que isso tenha sido ensinado por Jesus, a mudança não acontece porque o homem está cheio de sí e não tem coragem de admitir que precisa mudar em algumas áreas de sua vida.



Aquele que não muda sua forma de pensar, está fadado a ser sempre oprimido por seus opressores, porque sempre haverá alguém ou uma situação para o denunciar e o Espírito Santo, é expert nisso.



Abra sua mente para as mudanças que precisam ser feitas. Abra a porta de sua mente e coração para Jesus. Faça isso de verdade, não só por palavras.





O Pr que ama vc

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Experiencias co Deus

Experiências com Deus




“…Porventura não nos queimava o coração… quando Ele nos falava?” (Lucas 24:32)







Celulares, laptops, computadores que cabem em uma mão e calculadoras eletrônicas podem nos escravizar e se tornar nossos feitores. Precisamos parar e perguntar a nós mesmos: “Será que Deus pode me interromper? Será que Ele pode ter a minha atenção sem ser no caso de uma catástrofe?” Algumas das nossas “experiências com Deus” acontecem quando estamos preocupados com outra coisa. Portanto, ore para que você seja sensível o bastante para perceber que é Deus quem está falando, e responda a Ele em vez de responder às pressões que o cercam. Se você decidir seguir a sua própria agenda em vez da agenda de Deus, não se surpreenda quando se deparar com uma parede de tijolos e terminar perguntando: “Onde foi que eu errei?” A resposta é: Você não reservou tempo para Deus! Veja Maria e Marta quando Jesus visitou a casa delas em Betânia. O foco de Marta estava em preparar o jantar para Ele; Maria estava concentrada em absorver cada palavra que Ele dizia. Ora, as duas atividades eram (são) necessárias, mas quando forçado a escolher, o Senhor sempre escolherá aquele que se senta aos Seus pés em adoração e aprende com Ele. Veja quais foram as palavras de dois homens que haviam acabado de encontrar Cristo na estrada de Emaús depois da Sua ressurreição, mas não o haviam reconhecido: “Porventura não nos queimava o coração quando Ele, na estrada, nos falava...?” (Lc 24:32). Deus pode lhe dar uma solução ou uma estratégia “na estrada” que resolverá um problema que está esperando por você no trabalho. Ele pode aliviar o seu estresse de tal maneira que você passará com confiança em uma prova da escola. Ele pode lhe dar direção para o futuro enquanto você realiza as tarefas domésticas. Tudo que Ele deseja é que você seja sensível a Ele, esteja disponível e pronto para responder ao Seu chamado.

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Quando a tempestade passar...

Salmo 42.11...Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, o qual é a salvação da minha face, e o meu Deus.








O salmo 42 termina com a expressão “Meu Deus”. É exatamente isso que fica quando a tempestade passar: a experiência de que o “Meu Deus” esteve comigo em todo momento. O Senhor nos prova para que essa certeza fique enraizada em nosso coração. Não é interessante que este Deus, que nunca foi criado, que sempre existiu, que é maior que o universo que criou, de alguma forma, é nosso? Ele se doa para cada ser humano que o recebe de coração. É verdade que somos dEle, mas a fé também o faz ser nosso. Ele quer ser o seu Deus! Quando a tempestade passar, Ele permanecerá. Firme-se nele! Deus te abençoe!

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Cortesia em todo Tempo

“Sejam sábios no procedimento para com os de fora”. (Colossenses 4:5)
Aqueles que não acreditam em Jesus notam o que nós fazemos. Eles fazem suposições sobre Cristo olhando para o que nós fazemos. Quando somos gentis, eles supõem que Cristo seja gentil. Quando somos graciosos, eles supõem que Cristo seja gracioso. Mas se formos impetuosos, o que as pessoas pensarão sobre nosso Rei? Quando somos desonestos, que suposição um observador fará sobre nosso Mestre? Não é de admirar que Paulo diz, “Sejam sábios no procedimento para com os de fora; aproveitem ao máximo todas as oportunidades. O seu falar seja sempre agradável e temperado com sal, para que saibam como responder a cada um” (Colossenses 4:5-6). A conduta cortês honra Cristo. Ela também honra seus filhos. Quando você cede uma vaga de estacionamento para alguém, você o honra. Quando você devolve um livro emprestado, você honra quem o emprestou. Quando você faz um esforço para cumprimentar todos na sala, especialmente aqueles que os outros possam ter negligenciado, você honra os filhos de Deus.
Danilo SaSo
"...O destino decide quem vamos encontrar na vida, as atitudes decidem quem fica..."
 
Reverendo Wilson Leal

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

O Falcao e o Calice

O Falcão e o Cálice
 
Conta a lenda que certa manhã, o guerreiro mongol Gengis Khan e sua corte saíram para caçar. Enquanto seus companheiros levavam flechas e arcos, Gengis Khan carregava seu falcão favorito no braço, que era melhor e mais preciso que qualquer flecha, porque podia subir aos céus e ver tudo aquilo que o ser humano não conseguia ver.
Entretanto, apesar de todo o entusiasmo do grupo, não conseguiram encontrar nada. Decepcionado, Gengis Khan voltou para seu acampamento. Mas, para não descarregar sua frustração em seus companheiros, separou-se da comitiva e resolveu caminhar sozinho.
Tinham permanecido na floresta mais tempo que o esperado e Gengis Khan estava morto de cansaço e de sede. Por causa do calor do verão, os riachos estavam secos, não conseguia encontrar nada para beber até que, enfim, avistou um fio de água descendo de um rochedo à sua frente.
Na mesma hora, retirou o falcão do seu braço, pegou o pequeno cálice de prata que sempre carregava consigo, demorou um longo tempo para enchê-lo e, quando estava prestes a levá-lo aos lábios, o falcão levantou vôo e arrancou o copo de suas mãos, atirando-o longe.
Gengis Khan ficou furioso, mas era seu animal favorito, talvez estivesse também com sede. Apanhou o cálice, limpou a poeira e tornou a enchê-lo. Após outro tanto de tempo, com a sede apertando cada vez mais e com o cálice já pela metade, o falcão de novo atacou-o, derramando o líquido.
Gengis Khan adorava seu animal, mas sabia que não podia deixar-se desrespeitar em nenhuma circunstância, já que alguém podia estar assistindo à cena de longe e mais tarde contaria aos seus guerreiros que o grande conquistador era incapaz de domar uma simples ave.
Desta vez, tirou a espada da cintura, pegou o cálice, recomeçou a enchê-lo. Manteve um olho na fonte e outro no falcão. Assim que viu ter água suficiente e quando estava pronto para beber, o falcão de novo levantou vôo e veio em sua direção. Gengis Khan, em um golpe certeiro, atravessou o seu peito do falcão, matando-o.
Retomou o trabalho de encher o cálice. Mas o fio de água havia secado.
Decidido a beber de qualquer maneira, subiu o rochedo em busca da fonte. Para sua surpresa, havia realmente uma poça d‘água e, no meio dela, morta, uma das serpentes mais venenosas da região.
Se tivesse bebido a água, já não estaria mais no mundo dos vivos.
Gengis Khan voltou ao acampamento com o falcão morto em seus braços.
Mandou fazer uma reprodução em ouro da ave e gravou em uma das asas:
Mesmo quando um amigo faz algo que você não gosta, ele continua sendo seu amigo.
Na outra asa:
Qualquer ação motivada pela fúria é uma ação condenada ao fracasso.
Nem sempre o que parece ser, realmente é!